A máscara Mei Shu Hu KN 95 não deveria estar no mercado, segundo o Sistema de Alerta Rápido para Produtos não Alimentares da União Europeia, mas encontrámo-la à venda em Portugal, nomeadamente nos Supermercados Continente.

Mais detalhes em DECO Proteste.

Compre apenas Máscaras e outros Produtos de Protecção devidamente Certificados como os PROMED Solutions.




" A máscara Mei Shu Hu KN 95, rotulada como pertencendo à categoria FFP2, deveria filtrar, pelo menos,"95% das partículas de pequena dimensão, segundo o Regulamento Europeu relativo aos equipamentos de proteção individual, mas retém, no máximo, 93%, revela o site do Sistema de Alerta Rápido para Produtos não Alimentares (Rapex).

Além disso, não se adapta bem à cara. A inconformidade, notificada pela autoridade belga, implica a retirada do produto do mercado em todos os Estados-membros e a recolha do que já foi vendido aos consumidores.
“Uma quantidade excessiva de partículas ou microrganismos pode passar pela máscara, aumentando o risco de infeção”, avisa o Rapex.

Aos consumidores que adquiriram máscaras Mei Shu Hu KN 95, recomendamos que não as usem  e peçam a devolução do que pagaram pelas mesmas, na loja onde as compraram. Devem levar o talão de compra e as máscaras restantes, se as houver. Em caso de recusa, apresente queixa à ASAE.

Nas últimas semanas, têm surgido, no Sistema de Alerta Rápido da União Europeia, várias notificações sobre a presença no mercado europeu de máscaras de filtragem não conformes com os regulamentos. A maioria são do tipo FFP2 ou equivalente e foram encontradas em diferentes países. Identificado o problema e ordenada a retirada do produto do mercado num Estado-membro, os restantes devem seguir o exemplo. Permaneceremos atentos a esta questão."

Continuar a navegar no nosso website implica a aceitação da nossa Política de Cookies - Saiba mais aqui